A eficácia de Catarina

Catarina Martins reinventou-se com grande eficácia. Quem não se lembra da postura arrogante e zangada com que falava, pode até enganar-se. Mas, talvez mercê dos seus recursos de actriz, a líder do BE apareceu nos debates bem preparada, mais calma, com controlo do tom da sua voz. E isso para benefício do Bloco de Esquerda, cuja queda ameaçava tornar-se muito séria.

Identificar e reconhecer as suas próprias falhas requer um esforço e humildade dos políticos que eles raramente têm. Costa será sempre Costa e Passos também. Atenuarão algo, mas a pequena provocação estala o verniz da dissimulação. Recordo a raiva no olhar de Passos quando Costa brincava: ‘não se enerve’, ‘disseram-lhe para sorrir, mas não tem razões nenhumas para sorrir’. Catarina, pelo contrário, foi seráfica, fitando os adversários, esperando o momento de ataque e fazendo-o sem transtorno da face ou da voz.

A sua campanha deve eficácia a outros factores. As discussões não tocaram no programa do BE, permitindo centrar o debate na acção do governo e nas contradições internas do programa do PS. Os média têm dado destaque especial às suas acções de campanha. E o BE também soube usar o medo. A táctica da coligação foi devolvida com eficácia por Catarina. A direita agita o medo que o desvio da sua fórmula austeritária nos possa lançar no desastre; o BE explora os riscos para a segurança social e as pensões escondidos nos planos do PS e da direita. Provando do seu próprio veneno, a coligação ficou muda. Costa protestou, mas não deu uma resposta convincente sobre a poupança de pensões de que fala o seu programa.

A acção na comissão do BES é um trunfo para o partido, que perdeu eleitorado após a moção de censura a Sócrates e a sua postura face à troika. O prestígio de Mariana Mortágua pode segurar a votação em Lisboa e até ajudar em Setúbal, onde a irmã Joana Mortágua lidera a lista, criando uma confusão para os que pensam ser a mesma pessoa (já conversei sobre isto com vários eleitores!). Mas de facto Catarina tem mérito: refreou algumas das suas dificuldades e liderou com bastante eficácia os debates e a campanha. E ainda bem! Interessa vir a ter um parlamento reforçado à esquerda.gemeas

Claro que, para que tudo mude, é preciso uma esquerda sem medo de governar. A ambiguidade do BE tem sido constante, com recusas e aberturas pouco conclusivas. O Livre/Tempo de Avançar propôs a Agenda Inadiável a partidos com acção anti-austeridade para criar a dinâmica de convergência, impedir o apelo ao voto útil e viabilizar a governação à esquerda na próxima legislatura. As 50 medidas que ali propomos resultam de um esforço sério de traçar prioridades de uma governação que recupere o país da austeridade, mas Catarina Martins acusou o Livre de ser o CDS da esquerda.

A questão da governabilidade do país é central e Catarina, a eficaz, sabe que isso está na cabeça dos eleitores. No final do debate com Costa, Catarina surpreendeu todos e fez depender um apoio do BE a um governo PS de algumas condições. Costa nem respondeu e os apoiantes do BE viram aí a prova de que uma cooperação entre as esquerdas é inviável. Mas não parece que uma proposta feita assim fosse aceite pelo PS sem comprometer a sua táctica de conquista do centro político.

Catarina fez um número. Eficaz, é certo, mas um número. Vejamos então. Ou Catarina propôs apoiar o PS com base no programa mais recuado de toda a esquerda portuguesa (e então a acusação ao Livre de ser o CDS da esquerda tem de ser devolvida), ou a proposta feita não é sincera e Costa fez o que faria qualquer líder do PS: ignorá-la. A convergência de esquerda vai ser sempre um processo complexo e difícil. A história dos partidos divide-nos há muito e só uma grande disponibilidade negocial e consenso em áreas como o Estado social pode ajudar a iniciar o caminho. A grande vantagem do número de Catarina é que o BE, que nunca esclareceu em que termos aceitaria fazer a convergência, clarificou qual é o seu programa mínimo. Eu é que não imaginava que ele fosse tão mínimo.

Anúncios

One thought on “A eficácia de Catarina

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s